quarta-feira, 2 de setembro de 2015

"Gargamel" é preso acusado de homicídio/ Itaituba

A Policia Militar prendeu na tarde desta terça feira, 01/09/15, Marcos Paulo de Freitas, vulgo, “Gargamel”. Ele é o principal suspeito de matar a tiros o ex- presidiário; Magno Frota de 29 anos, no dia 03 de agosto na Vila Caçula.

Segundo o delegado José Dias Bezerra, “Gargamel”, teria tido uma discussão com a vitima, por causa de droga, e no calor da discussão jurou de morte o “pequeno urso” como era conhecido a vitima. Os dois já cumpriram pena juntos no CRI. Magno Frota foi surpreendido por dois homens em uma moto, o carona de posse de um revolver efetuou vários disparos contra a vitima, que ficou caído ao chão agonizando, foi socorrido, mas resistiu aos ferimentos e morreu pouco depois. Suspeita-se que o carona da moto Marcos Paulo.“Gargamel” ficara preso por 30 dias por força de um mandado de prisão, podendo ser prorrogado por mais 30, caso seja necessário, afirmou o delegado José Bezerra.

ENTENDA O CASO:
MAGNO FROTA, O “PEQUENO URSO”, NÃO TEVE CHANCE DE DEFESA E FOI ALVEJADO COM, PELO MENOS, QUATRO DISPAROS.

O fato ocorreu por volta das 21h de segunda-feira (03), coincidentemente, no momento em que a Polícia Civil, Detran e Comtri realizavam a operação “Volta às Aulas com Segurança”. Magno Frota, 29, conhecido pela alcunha “Pequeno Urso”, foi surpreendido pela chegada de dois homens em uma moto Hond Bros vermelha. Inadvertidamente, o ‘carona’ disparou sem sequer descer do veículo. As informações sobre a quantidade de disparos ainda era muito confusa. Enquanto uns diziam que foram dois, outros diziam que foram até seis estampidos. Mas, segundo informações de uma fonte do Hospital Municipal, dois projéteis atingiram mortalmente a vítima, que ficou agonizando no chão por mais de meia hora até a chegada do socorro. Uma equipe de socorristas do Corpo de Bombeiros procurou estabilizar o paciente ali mesmo, no local onde ele estava caído. Em seguida, o jovem foi encaminhado para avaliação médica no HMI, mas não houve escapatória. Magno Frota, que cumpria pena por roubo, assaltos e outros delitos, não resistiu e veio a óbito em seguida. A polícia trabalha, inicialmente, com a hipótese de acerto de contas ou uma eventual desavença proveniente do tráfico de drogas.

Fonte: Junior Ribeiro e Mauro Torres



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!