quarta-feira, 27 de abril de 2016

Reportagem da RBATV/STM tem câmera jogado no Rio Tapajós, repórter "curuja".

Um homem foi encontrado morto na manhã desta quarta-feira (27) dentro do porão de uma balsa ancorada em um estaleiro no bairro Mapiri, em Santarém, oeste do Pará.


Segundo informações de trabalhadores do local, Jair Castro de 60 anos, foi encontrado era vigia na embarcação e a suspeita da morte é que ele tenha caído no porão, batido a cabeça e morrido por afogamento, pois o interior da balsa estava alagado. No entanto, familiares suspeitam de homicídio. Familiares foram ao local fazer o reconhecimento da vítima. O irmão, Advaldo Castro, que também é vigia no estaleiro afirma que a morte do irmão não foi um acidente: "Pra mim foi morto porque a primeira vez isso aí já foi assaltado. Vieram pra assaltar, o primeiro vigia correu e foi parar lá com nós. Aí nós viemos aí com ele e o pessoal correu. Desde disso aí acho que ficaram com marcação com ele [Jair Castro]". http://g1.globo.com/pa/santarem-regiao/noticia/2016/04/corpo-de-homem-e-achado-no-porao-de-embarcacao-no-bairro-mapiri.html

O repórter "Curuja" acompanhado do repórter cinematográfico Arielton Feitosa foram ate ao local para fazer cobertura do fato, mas os dois foram abordados pelo dono da embarcação que estava bastante agressivo, em um ação rápida conseguiu pegar a câmera do cinegrafista e jogar no rio tapajós. Veja o relato do jornalista Carlos Silva diretor de Jornalista da RBATV. 

“Infelizmente...A nossa equipe do plantão da manhã teve o seu direito de trabalho cerceado, ou seja impedido. Qdo o repórter Wilares Sousa o "Coruja", com o Cinegrafista Arielton Feitosa foram abordados de forma grosseira e truculenta pelo proprietário de uma embarcação no porto do Mapiri, no momento em que a equipe fazia uma reportagem sobre o corpo de um senhor encontrado no interior da Barco. O proprietário chamado Alessandro, tomou a câmera do Cinegrafista, quebrou e jogou no rio Tapajós. Imediatamente eu e o colega ed Portela fomos acionados pelo coruja, acionamos a PM e seguimos para o local. Encerramos o caso na seccional registrando um (BO) e o causador do prejuízo se comprometeu em comprar outra câmera e pediu desculpas pelo incidente. Que isso sirva de lição para algumas pessoas truculentas que encontramos no nosso dia a dia em busca de notícias pela cidade e que pensam que podem nos agredir sem que nada aconteça. Somos o 4°Poder, e não podemos deixar que isso se repita. Agradeço as equipes das emissoras de TV que estiveram no local: TV TAPAJÓS, TV GUARANY e TV AMAZÔNIA. obrigado, juntos somos mais fortes. CARLOS SILVA-Ger. De jornalismo da RBATV”.


NOTA DE SOLIDARIEDADE- SINJOR-PA

O Sindicato dos Jornalistas no Estado do Pará (SINJOR-PA), por meio da Diretoria Regional do Tapajós (DRTAP), se solidariza com os profissionais da imprensa Wilares Sousa (Coruja) e Arielton Feitosa, da TV RBA, que foram abordados de forma grosseira e truculenta, nesta quarta-feira, 27 de abril. Eles produziam uma matéria jornalística, em uma embarcação, quando sofreram a ação. A câmera foi tomada da equipe, quebrada, e jogada no rio, o que caracteriza violência contra jornalista e cerceamento à liberdade de imprensa. O SINJOR-PA repudia a violência sofrida no exercício do jornalismo e coloca sua Assessoria Jurídica à disposição dos profissionais para que recebam as orientações necessárias que o caso requer.

API-ITAITUBA 

Em nome da API (Associação Dos Profissionais  de Imprensa de Itaituba)  manifestamos  Apoio e solidariedade Aos companheiros Da Imprensa Santarena que sofreram tal Ato e fica Aqui nossa nota de revolta e indignação aqueles que tentam calar o trabalho da Imprensa .Contem conosco Imprensa Santarena Juntos Somos Mais Fortes. Assinado por Orlando Pierre Presidente e toda sua Diretoria .

-Blog do Junior Ribeiro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!