sexta-feira, 1 de abril de 2016

SEBRAE realiza Seminários de Desenvolvimento Econômico em Jacareacanga e Itaituba,PA

O SEBRAE do Pará realizou, dias 30 de março e 01 de abril, dois Seminários de Desenvolvimento Econômico Local, com o tema “A importância dos pequenos negócios na economia local e regional”.
O primeiro, no dia 30, foi em Jacareacanga. O segundo, dia 01, foi em Itaituba. Estima-se que cerca de 100 gestores públicos, empresários e representantes de várias instituições participaram em cada município, totalizando um público de 200 participantes. Em cada um dos municípios foram realizadas três palestras com os seguintes temas: “Benefícios da Lei Geral (123/2006) para o desenvolvimento econômico municipal”, com o gerente da Unidade de Desenvolvimento Territorial e Políticas Públicas (UDTPP) do SEBRAE no Pará, Roberto Bellutti; “Planejamento de ações do estado para o desenvolvimento econômico territorial”, com Marinoel Manolo, da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec); e “Boas práticas para o desenvolvimento econômico local por meio dos pequenos negócios”, com o consultor do SEBRAE Lucas Guimarães.
(Jacareacanga)
De acordo com o gerente da (UDTPP), ambos os municípios já aderiram à Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, porém esta ainda não foi implementada. “O fato de a lei já existir, mas ainda não ter sido implementada, provavelmente é por falta de informação, tanto do poder público quanto dos empresários de pequenos negócios. O papel do SEBRAE é justamente esclarecer as duas partes para que se efetivem as relações comerciais que essa lei possibilita. De acordo com a Lei Geral, as compras feitas pelas prefeituras com valor até R$ 80 mil devem ser negociadas exclusivamente junto às micro e pequenos empresas. Mas, muitas vezes, nem o gestor público nem o empresário sabem disso”, diz Bellutti.
Para o SEBRAE, o cumprimento dessa lei é fundamental para o desenvolvimento econômico dos municípios. “Quando o poder público compra do pequeno empresário local, ele fortalece a economia do seu próprio município. Sendo assim, fortalece as empresas que já existem e incentiva a criação de novas empresas, originando novos postos de trabalho e contribuindo para a geração de emprego e renda para a população local”, explica Bellutti. Na verdade além dessas 3 palestras tivemos a da Daniela burkhard. Consultora do SEBRAE q falou sobre o tema: "o desenvolvimento regional através das compras públicas e o fortalecimento das empresas locais".
Ambos os municípios estão localizados a Sudoeste do Pará, na região do Baixo Amazonas. Jacareacanga possui 41.487 habitantes (IBGE, 2010). De acordo com dados do portal Empresômetro das Micros e Pequenas Empresas (http://empresometro.cnc.org.br/), o município tem 350 empresas ativas, sendo que 47% delas registradas como Micro Empreendedor Individual (Mei), 15% são Micro Empresas (ME) e 3% são Empresas de Pequeno Porte (EPP). Em Jacareacanga, o pequeno negócio (Mei’s, Me’s e EPP’s) representa 93,8% das empresas ativas. Já Itaituba tem 97.704 (IBGE, 2010) habitantes, com 5.585 empresas at0ivas, sendo 37% de Mei, 27% de Me e 3% de Epp. No total de empresas ativas, o pequeno negócio representa 94,3%.
SERVIÇO: Seminários de Desenvolvimento Econômico Local. Dia 30/03, em Jacareacanga, na Câmara Municipal; dia 01/abril, em Itaituba, no Hotel Apiacás (Avenida Mundurukanha S/N). Público alvo: gestores públicos e empresários, além de representantes de várias instituições.
(Roberto Bellutti)

Fonte: SEBRAE 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!