quarta-feira, 22 de junho de 2016

Operação “urso brando” caça suspeito de atirar no Sgt. João Luiz em Novo Progresso, PA.

Uma operação denominada “Urso Branco” que envolve policias militares de Itaituba; Santarém e Novo Progresso, além de policiais civis de Itaituba e Belém esta caçando o assassino do sargento João Luiz em NP.

A operação esta sendo realizada na Flona Jamanxim, região do município de Novo Progresso, oeste do estado, e tem como finalidade capturar o assassino do sargento João Luiz da Policia Militar de Itaituba. A policia procura um elemento identificado por: Lucas Oliveira, que já tem passagem pela policia por latrocínio (roubo seguido de morte). Sua foto foi encontrada no arquivo da policia de NP e divulgada para se alguém ver que avise a policia.

O 1ª sargento João Luiz da Policia Militar de Itaituba foi morto quando participava de uma operação realizada pelo IBAMA na região do município de Novo Progresso na Flona Jamanxim. O militar caiu em uma emboscada e foi alvejado por dois tiros, (ombro e pescoço), não resistiu aos ferimentos e morreu 40 minutos depois. O principal suspeito de ter atirado no sargento é Lucas Oliveira, que ainda esta foragido. http://blogdojuniorribeiro.blogspot.com.br/2016/06/sgt-joao-luiz-do-tatico-de-itaituba.html

A operação iniciou no sábado, 18 de junho, e na tarde de terça feira, 21 de junho, o serviço reservado do 15ª-BPM chegou ate Rayllane Gonçalves Silva, companheira de Lucas, que também estava mata quando ocorreu o crime. Segundo ela, todos estavam no barraco e ao perceberam a chegada dos agentes do IBAMA e dos Policiais Militares, todos se esconderam na mata, em depoimento há policia; Rayllane, disse que, ouviu os tiros, depois de passar algum tempo se encontrou com Lucas seu companheiro há 03 meses, que teria dito há ela: “volta pra cidade que eu me viro melhor sozinho aqui ate a poeira baixar, arranja um numero para eu ti ligar, devo ir para NP na quarta”, que seria nesta quarta feira 22 de junho. Rayllane disse ainda que Lucas pode ainda estar escondido na região de mata fechada e que pode ter sido ele mesmo que atirou no sargento.
(Rayllane)
Informações colhidas pela Policia dão conta que Lucas era o único a andar armado no local, pois tinha duas armas, uma espingarda calibre 20 e um revolver calibre 38, e somente o mesmo manuseava suas armas, não deixava ninguém pega-las. Ainda na conversa entre Lucas e Rayllane; Lucas teria pedido que a mesma quando chegasse à cidade procurasse ajuda de um homem identificado por “Zé Índio”, que também foi preso na operação. Rayllane se encontrou com “Zé Índio” e repassou a situação a ele, o mesmo teria dito que era para ela ficar em casa escondida que seu companheiro tinha matado um policial militar e que iriam atrás dela e foi o que aconteceu. "Zé Índio" também foi preso. 
(Zé Índio)
A policia prendeu também um homem de prenome Ivan conhecido por “Pastor” que segundo informações era um dos que estavam no barroco que foi incendiado pelos agentes do IBAMA e teria ajudado apagar o fogo, no retorno dos agentes com os PMs ele estaria escondido na mata e teria visto o sargento ser alvejado por Lucas.
(Ivan- vulgo "pastor")
De posse de algumas informações sobre o paradeiro de Lucas que ainda pode estar escondido nas proximidades de onde aconteceu o crime, os policiais continuam na região. Segundo Rayllane Lucas conhece bem a região de mata fechada, fato que pode dificultar sua captura, mas policiais especializados nesse tipo de ocorrência estão na região e a qualquer momento poderão prender Lucas, que esta armado, é perigoso e pode ir para o confronto com os policiais. As informações descritas acima foram obtidas em primeira mão pelo Blog do Junior Ribeiro com uma fonte segura.

Fonte: Texto: Junior Ribeiro 
Publicação: Blog do Junior Ribeiro 






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!