quarta-feira, 29 de junho de 2016

PMs são presos por envolvimento em assaltos a banco no Pará.

Foto: Reprodução / Polícia Civil
As polícias Civil e Militar realizaram, na última terça-feira (28), a operação 'Cruz de Malta' em Ananindeua e Marituba, na Região Metropolitana de Belém, e nos municípios de Concórdia do Pará, Castanhal, Santa Izabel do Pará e Moju, no nordeste do Estado.
Foram cumpridos 13 mandados de prisão preventiva de pessoas acusadas de envolvimento em uma associação criminosa responsável por roubos a agências bancárias e arrombamentos de caixas eletrônicos no Pará. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (29). Foram presos durante a operação Rui Ferreira Pantoja, de apelido 'Canela Fina'; Laurimar Ribeiro de Arruda, de apelidos 'Boca Podre' ou 'Vadio'; Elenilton Gomes de Lima, conhecido como 'Lorin', e Gerson Alfaia Reis, de apelido 'Gê', acusados de envolvimento direto nos assaltos.

O grupo é acusado de praticar pelo menos 12 ações criminosas contra instituições bancárias, como assaltos e furtos com arrombamentos. As investigações apontaram o envolvimento de policiais militares nas ações criminosas.

Os policiais prenderam também os cabos da PM Fabrício José Vasconcelos, conhecido como 'Vasco' ou 'Vascão'; Waldecy Oliveira Ferreira e Giovani Ferreira Pinto. Outro preso, Leonardo Cezário da Silva, de apelido 'Playboy', é ex-policial militar, expulso pela corporação, e atualmente tenta se reintegrar à PM. Os outros presos são a funcionária da Defensoria Pública de Moju, Gilmara Diniz Pastana; o empresário Claudionor Ferreira de Araújo, de apelido 'Paraíba'; Jacqueline Reis Vieira, mulher de 'Vasco'; Edimilson Vieira de Sousa, e o empresário José Edivan Amorim Campos, acusados de dar apoio logístico ao grupo criminoso. 

Ainda restam dois empresários foragidos acusados de fomentar as ações criminosas, por meio de financiamento em dinheiro para comprar carros e pagar viagens aos bandidos, que lhes pagavam com o dinheiro roubado dos bancos. Um dos empresários é José Edvan, dono de uma concessionária de carros em Castanhal. O outro empresário não teve o nome divulgado. Os policiais militares presos estão recolhidos no presídio Coronel Anastácio das Neves e os demais em outras unidades prisionais do Estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!