domingo, 17 de julho de 2016

PM morre após ser espancado e alvejado com sua própria arma em Santarém, PA.

Na noite deste domingo, 17 de Julho, por volta das 22 horas um Policia Militar de Santarém, identificado por Davi Lira Sampaio morreu após ser violentamente agredido e alvejado com sua própria arma.

(Sd. Sampaio)
Segundo informações o soldado Davi Lira Sampaio que completou 33 anos neste sábado dia 16 de Julho. Ele estava de folga em um bar, localizado na Assis de Vasconcelos com a 24 de Outubro, próximo ao Colégio São Raimundo, quando no local teria acontecido uma briga generalizada. Informações dão conta que o militar teria tentado apartar a briga, porem teria sido agredido e como estava armado teria atirado em uma pessoa que morreu na hora. Amigos da vitima que estavam no local partiram para cima do policial que foi imobilizado, teve sua arma subtraída, foi violentamente espancado e alvejado com um tiro com sua própria arma.  O militar teve sua arma e seu celular levado. 
(Sd. Sampaio)
Militares que estavam de serviço chegaram rapidamente ao local normalizaram a situação. O Sd. Sampaio ainda foi socorrido com vida para o PSM, mas pouco tempo depois não resistiu à gravidade dos ferimentos e veio a óbito. Logo após o acontecido os trabalhos de investigação para encontrar quem atirou no PM começaram e pouco tempo depois chegaram a dois nomes que teriam participação direta na morte do PM. Os elementos foram identificados pelos prenomes de: “Pona” e “Louro”. 
(Erick Newton conhecido por "Caçula")
O resultado da briga foi duas mortes, um civil e um militar, a situação ainda esta tensa. Parentes do civil morto culpam o militar pelo o acontecido, dizem que matou uma pessoa que tava envolvido na briga. Porem algumas pessoas saíram em defesa do policial, disseram que ele apenas queria apartar a briga, mas teria agredido e atirado em legitima defesa. 

Fonte: Junior Ribeiro e Sgt. Figueiredo de Stm.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!