terça-feira, 19 de julho de 2016

Suposto pivô de mortes em bar nega ter provocado briga, diz Polícia Civil

A Divisão de Homicídios da Polícia Civil começou a ouvir ainda na segunda-feira (19), testemunhas e suspeitos das duas mortes ocorridas após uma briga generalizada em um bar na noite de domingo (17), no bairro Aldeia, em Santarém, no oeste do Pará.
O homem de 31 anos, apontado como pivô da confusão por ter mexido na mesa de sinuca, se apresentou à polícia com um advogado e negou as acusações, segundo a polícia. “Ele nega ter brigado ou até mesmo provocado [a confusão]. A gente já tinha ouvido outras pessoas que colocam ele na cena do crime, sendo a pessoa que teria supostamente brigado. Ele foi ouvido, colhemos o depoimento e ele permanece em liberdade até a polícia reunir todas as provas que venham sustentar um pedido de prisão”, explica o delegado da Divisão de Homicídios, Germano do Vale.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!