quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Movimentos continuam resistência a projetos de hidrelétricas na Amazônia

 Índios abençoam o Tapajós e prometem resistir a barragens (Foto: Helena Palmquist - Ascom MPF/PA)
Mesmo com o pedido de arquivamento da licença ambiental da Usina Hidrelétrica de São Luiz do Tapajós pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), movimentos sociais continuam militando contra a realização de novos projetos de construção de hidrelétricas na Amazônia.
No sábado (27), uma caravana esteve em Itaituba, oeste do Pará, para manifestar a luta pela preservação do Rio Tapajós. De acordo com os movimentos sociais, o momento ainda é de alerta para impedir que novos projetos governamentais que ameaçam a bacia do Tapajós, formada pelo Teles Pires, Juruena, Jamanxim e outros tributários de segunda ordem. Em quase todos, existem dezenas de projetos de construção de hidrelétricas e portos. “Sou filha de Montanha Mangabal, tenho orgulho de ser ribeirinha. Esse rio é minha vida. Sou acostumada com peixe, limão, pimenta e pirão de farinha. Tenho horta e uso muito a terra. Por isso não queremos hidrelétrica de jeito nenhum”, disse Tereza Lobo, moradora da comunidade no alto Tapajós. http://g1.globo.com/pa/santarem-regiao/noticia/2016/08/movimentos-mantem-resistencia-projetos-de-hidreltreicas-na-amazonia.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!