quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Policiais Civis de Santarém participam de paralisação nacional

manifestacaopc16seccional
A mobilização tem por objetivo demonstrar a insatisfação da categoria em relação a alguns projetos de lei que tramitam no Congresso Nacional.

O Sindicato dos Servidores Públicos da Polícia Civil do Pará (Sindpol/PA) convocou seus filiados a aderirem a uma paralisação por 24 horas. Em Santarém o movimento iniciou às 8h desta quarta-feira (21), momento em que os servidores se reuniram em a frente à 16ª Seccional de Policia Civil para realizar o manifesto. Serviços essenciais estão mantidos, como por exemplo, registro de flagrantes.

De acordo com o sindicato, a paralisação nacional é contra PEC 241/16, PLP 257/16 e pela falta de Progressão Funcional parada desde outubro de 2015.

A PEC 241 determina 20 anos de congelamento salarial dos servidores públicos e de investimento nos serviços públicos. A paralisação de 24 horas foi aprovada no XVI Congresso Nacional da Confederação Brasileira dos Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol).

O Projeto de Lei Complementar (PLP) 257/16. De autoria do Executivo, a matéria trata da renegociação das dívidas dos estados com a União, afetando diretamente o funcionalismo público nos estados, bem como, evitar a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016, que congela os gastos públicos por 20 anos, período em que o dinheiro economizado será canalizado para o pagamento da dívida pública, que atualmente consome quase metade do orçamento do país.

Também está na pauta das mobilizações a possibilidade de alteração no sistema previdenciário no País fixando a idade mínima em 65 anos para homens e mulheres, trabalhadores do setor privado e dos servidores públicos, além da possibilidade da isenção de contribuição para os aposentados que retornam ao mercado de trabalho.

RG 15 / O Impacto com informações do Sindpol

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!