sábado, 17 de setembro de 2016

Seripa investigará acidente com monomotor no Pará

Seripa investigará acidente com monomotor no Pará (Foto: Via WhatsApp)
O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) já deslocou uma equipe para o município de Novo Progresso para investigar o acidente com o monomotor prefixo PT-NCJ, modelo Embrae 710, que caiu na quinta-feira (15), deixando quatro mortos. 


De acordo com informações do Cenipa, uma equipe do Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA) já se deslocou para o município e deve chegar na tarde de hoje no local.  “A equipe do Seripa I vai realizar uma ação inicial, que é uma perícia, no local com os destroços. Eles podem até recolher parte do monomotor para fazer análise detalhada”, detalha o Cenipa. “Nosso papel não é saber quem é o culpado pelo acidente e, sim, os fatores que causaram e contribuíram. Queremos com a investigação previnir e evitar que novos acidentes aconteçam. Nosso trabalho é mais demorado e por isso não temos um prazo de conclusão, pois depende da complexidade do acidente”, explica.

Transferência de pacientes:  Sete pessoas estavam na aeronave no momento do acidente. Os três sobreviventes foram levados para o Hospital Municipal de Novo Progresso, onde receberam atendimento. Nesta sexta-feira (16), à pedido da família, eles foram transferidos para Cuiabá, no Mato Grosso. Os sobreviventes são Vanessa Rocha Machado, Aedson Kilme dos Santos e Ivaneide dos Santos Soares. “Eles foram transferidos por volta das 13 horas para Cuibá. Antes disso foi oferecido para a família a transferência para Santarém, onde temos nosso hospital de referência, porém a família optou por levá-los para outro Estado. A partir do momento que a família pede a transferência, eles têm que assinar um Termo de Responsabilidade”, explica Jaderson Pantoja, diretor administrativo do Hospital.  Ele detalha ainda que todos os pacientes estão conscientes, porém o estado de Vanessa Rocha é o mais preocupante, já que ela teve lesão no rosto. 

Fonte; (DOL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!