segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Médico admite que roubava. Mas tinha cúmplices...

O principal acusado de chefiar o esquema de corrupção na saúde do Amazonas, o médico Mouhamad Mustafa sabia ou imaginava que suas malfeitorias eram alvos de investigação policial, foi o que revelaram conversas telefônicas mantidas entre ele e uma sócia,  divulgadas ontem pela Rede Globo.

É o tipo de criminoso para o qual não existe defesa: ele confessa o crime antes de ser preso ou julgado.  Vai ter tempo para relaxar, como disse sua cúmplice Jennifer, mas isso não acaba aí. Fica o governo do Estado  na obrigação de demitir sumariamente agentes públicos direta ou indiretamente envolvidos - por omissão ou cumplicidade com os criminosos.  Se necessário, cortar na própria carne - onde mais doi.  Nesse aspecto, cumpre indagar por que a fiscalização da Secretaria de  Saúde era explicitamente falha? Uma empresa contratada  para realizar um serviço essencial não cumpria o contrato previamente estabelecido, mas recebia com espantosa facilidade por ele.   Relações promíscuas de agentes públicos com os envolvidos devem ser  rigorosamente punidas. https://www.portaldoholanda.com.br/bastidores-da-politica/medico-admite-que-roubava-mas-tinha-cumplices

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!