quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Assassino de cabo da PM de Marabá morto em confronto com é identificado

Ainda repercute a morte do cabo da polícia militar lotado no 4º BPM de Marabá, Robson Rocha dos Santos de 28 anos, ele foi atingido por tiros, sendo um na cabeça, ele foi socorrido por companheiros de trabalho e levado para o Hospital Regional Drº Geraldo Veloso, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no meio da tarde de ontem.


A notícia rapidamente se espalhou pelas redes sociais, uma delas deu conta que o acusado tinha roubado um carro, ainda na Nova-Marabá e fugido e, em seguida localizado na BR-155 nas imediações do km 35, próximo a vila Sororó o carro onde o acusado estava bateu em uma residência e ao sair do veículo trocou tiros com a polícia, onde veio a falecer.

Hoje pela manhã a delegada responsável pelo caso Simone Felinto, gravou com os jornalistas e informou que a ocorrência foi efetuada na seccional de polícia civil pelo Soldado Olival Soares de melo, ainda na manhã de ontem, no relato foi dito pelo soldado que o informe foi passado via NIOP para a viatura de que um homem estaria na folha 29 em situação suspeita carregando uma mochila tipo estudantil com algumas peças de roupas e uma caixa de som e que dentro da caixa fora encontrado um pacote com aproximadamente 1,032 (um quilo e trinta e duas gramas) de uma substância tal qual maconha, no ato da revista o homem reagiu e empreendeu fuga logo após ter reagido contra o colega de farda cabo Robson que foi alvejado com tiros, sendo um dos tiros na cabeça, sendo socorrido imediatamente pelos companheiros de trabalho que, alertaram via rádio o NIOP informando a situação. 

A perseguição contra o acusado foi até o km 35 da BR-155, onde o carro conduzido pelo mesmo bateu em uma residência esse por sua vez saiu do carro e pegou uma moto de um morador da vila no local, perdendo controle do veículo saindo em fuga a pé, policiais que já estavam em perseguição deram voz de prisão para o acusado que não atendeu revidando em seguida com tiros, ouve troca de tiros, policiais militares até então achavam que se tratava de Marlones Silva Lima, mas ao chegarem na delegacia descobriu-se que Marlones já tinha morrido em meses anteriores. Hoje pela manhã peritos do Instituto Médico Legal de Marabá identificaram o corpo como sendo de Jorge Maikon Viana da Rocha de 22 anos.

A delegada esclareceu que houve uma confusão de nomes, não sabendo se foi por causa da grande quantidade de informações dadas pelas redes sociais aonde chegou a circular um documento de alvará se soltura no nome de Marlones Silva Lima, mas o desencontro de informações terminou mediante o relatório enviado à polícia pelo IML.

Fonte: http://www.naturezabelavida.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!