quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Marabá: Cabo da Polícia Militar morre após ser baleado e assassino morre em troca de tiro com a policia

Um policial militar identificado como cabo Robson Rocha, lotado no 4º Batalhão, morreu nesta quarta-feira (02), após ser baleado durante uma ocorrência no final da manhã em Marabá, no sudeste paraense. A vítima foi atingida com três tiros, sendo dois na cabeça e um no abdômen.

As primeiras informações apontam que a guarnição da PM foi atender uma ocorrência de um suspeito de camisa azul, identificado como Marlones Silva Lima, que estaria armado na Folha 29, Nova Marabá. Durante a revista o homem reagiu alvejando o Cabo Robson, em seguida fugiu num veículo Ford K preto, levando a arma do policial. A polícia saiu em perseguição ao suspeito, que durante a fuga bateu o veículo de placa OBW-5124, na Vila Sororó, localizada na BR-155, a 35 quilômetros de Marabá, fugindo a pé. Durante troca de tiros ele foi baleado e morreu.
Marlones Silva Lima já tinha passagem pela polícia no município de Parauapebas e recebeu alvará de soltura expedido pelo Juiz Líbio Araújo Moura, no mês de maio deste ano. O PM foi encaminhado para o Hospital Regional de Marabá Dr. Geraldo Veloso em estado grave, chegou a receber transfusão de sangue, porém não resistiu aos ferimentos e morreu.
(Vagabundo morto em troca de tiro com PM)
O tenente coronel Euder Favacho, do 4º Batalhão de Polícia Militar de Marabá, lamentou a morte do cabo Robson. “Se foi um policial militar, um filho, um esposo, um irmão. O batalhão está em luto”, diz parte da mensagem. Fonte: (DOL com informações da Jéssika Ribeiro/Marabá)

Nota de pesar
É com profunda tristeza que a Polícia Militar do Pará comunica o falecimento do Cabo PM Robson Rocha dos Santos, de 29 anos, nesta quarta-feira (02), no município de Marabá. O graduado estava em atividade quando foi atingido por disparos de arma de fogo durante  perseguição policial. Cabo Robson ingressou na Corporação em 2008 e atualmente  integrava o efetivo do 4º Batalhão PM, sediado na mesma cidade. Com histórico profissional exemplar, durante os oito anos em que serviu e protegeu a sociedade paraense, o militar tinha em seu registro funcional, onze referências elogiosas  pelo bom desempenho em ocorrências policiais. Desde o momento da agressão sofrida pelo militar, todo o atendimento médico e psicossocial - foi e - continua  sendo prestado a vítima e familiares, conjuntamente pelo comando do 4º Batalhão e pelo  Centro Integrado de Psicologia e Assistência Social da Instituição que está tomando todas as providências legais e de assistência junto à esposa do militar. A família PMPA, por meio desta mensagem, se solidariza com a família e amigos do cabo Robson e, unida através de orações, deseja conforto aos corações que sofrem com esta grande perda. 

Cel QOPM Roberto Luiz de Freitas Campos
Comandante Geral da PMPA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!