segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Soldado da PM alega legitima defesa em morte de jovem em Trairão, PA.

O soldado da Policia Militar; Sander de Vasconcelos Pereira, lotado no 70º pelotão, situado no município de Trairão foi autuado em flagrante pelo delegado titular da cidade; João Milhomem pelo crime de homicídio.

Em depoimento dado pelo soldado a Policia Civil na 19ª Seccional de Itaituba o mesmo alegou que fez o disparo em legitima defesa. Ele contou em depoimento que estava ele e mais o Sd. Rodrigo Mota Castro no “Simbora Clube”, localizado as margens da BR-163. Que por volta das 3 horas da madrugada o Sd. Castro deixou o local para ir ao hospital da cidade, levar uma mulher que estava como ele a tinha passado mal. Sd. Sander conta que era por volta das 4 horas, quando a festa estava terminando e o mesmo deixou o clube, foi direto ao estacionamento para pegar sua motocicleta, ao se aproximar percebeu que tinha um rapaz sentado na moto, pediu para que o mesmo saísse da moto, pois queria ir embora, porem o rapaz não saiu, os dois discutiram e chegaram a travar uma luta corporal, teria aproximadamente 5 homens contra o Sd. Sander, que teria ficado lesionado na boca e no antebraço. As agressões só pararam quando populares que estavam próximos interviram.

Pouco tempo depois o Sd. Castro retornou do hospital e ele (Sander); Castro e um amigo identificado por “Gaucho” deixaram o local em um carro celta preto; Sander estaria no banco de trás do veiculo. Que a convite do amigo “Gaucho” os três foram ate ao final da Rua Almir Gabriel; Bairro do Cacau, com a finalidade de encontrar algumas mulheres que queriam conhecer os miliares. Já no local eles teriam descoberto por coincidência que ali moravam os homens que teriam agredido o Sd. Sander. Naquele momento o carro teria sido interceptado por uma moto Honda Fan de cor Vermelha com dois homens, que teria batido na lateral esquerda do veiculo, em seguida o Sd. Castro que estava dirigindo parou o veiculo, foi quando os dois da moto e mais Wanderson teria partido pra cima tentando puxar o Sd. Castro de dentro do carro,  o mesmo teria se identificado como policial, mas não teria adiantado e Wanderson teria dito: “POIS AGORA VOU TE MATAR” e em seguida; Sander que estava dentro do carro visualizou; Wanderson puxando uma arma da cintura e teria sido mais rápido vindo atirar primeiro acertando a cabeça de Wanderson que morreu na hora. Que em seguida o Sd. Castro teria apanhado uma arma tipo pistola que estaria sendo usada por Wanderson.

Apos a confusão Sd. Castro entrou no carro deu a volta e saiu em direção ao PPD, e ainda teria ouvido barulhos semelhantes a disparos de arma de fogo. Os dois foram ao comandante da PPD e relataram a situação. Em seguida o comandante Sargento Jânio apreendeu as duas armas, uma do Sd. Sander e outra que fora apresentada pelo Sd. Castro que seria de Wanderson. A morte do jovem causou comoção nos moradores que mesmo com avançado da hora foram para frente do PPD e pela segurança do Sd. Sander o mesmo foi conduzido para Itaituba e apresentado da 19ª Seccional para os procedimentos legais. As armas apresentadas foram encaminhadas para o IML para serem periciadas.

Obs: Estas informações postadas aqui neste blog são baseadas no depoimento do Sd. Sander que alega legitima defesa para ter atirado em Wanderson. A policia civil esta apurando os fatos.


Fonte: Blog do Junior Ribeiro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!