segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Preso em Teresina acusado de assassinar prefeito de Goianésia do Pará

A Polícia Civil deve transferir ao Pará, nos próximos dias, Benedito Peres Campelo, 55 anos, natural de Natal (RN), apontado como executor do então prefeito de Goianésia do Pará, João Gomes da Silva, que era conhecido como Russo.
O crime ocorreu em 24 de janeiro deste ano, quando a vítima estava em um velório, no município paraense. Benedito foi preso nesta sexta-feira (9) em Teresina (PI), como resultado de um trabalho conjunto de policiais civis da Divisão de Homicídios e Serviço de Polícia Interestadual (Polinter) do Pará, com apoio da Polícia Civil piauiense. Segundo o policial civil, o prefeito foi morto a tiros por dois criminosos. Um deles entrou no local do velório, onde estava a vítima, e efetuou os disparos. Durante as investigações, um dos envolvidos, agora preso, foi identificado. Benedito Campelo também usa o nome de Agnaldo Peixoto de Alencar. Ao ser preso, portava uma carteira de identidade com esse nome falso. As investigações continuam. O inquérito é presidido pelo delegado Fernando Bezerra, da Divisão de Homicídios do Pará. Fonte: Por Walrimar Santos- http://www.agenciapara.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!