terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Polícia desvenda autoria do homicídio de casal ocorrido no sábado, 21, em Uruará (PA)

Na manhã desta segunda-feira, 23, a Polícia Civil conseguiu desvendar a autoria do crime de duplo homicídio ocorrido na madrugada de sábado, 21, no Bairro Jardim Morumbi, zona oeste da cidade de Uruará, e prender os suspeitos.
A motocicleta de uma das vítimas que estava em poder de um dos envolvidos, também foi apreendida. Um dos envolvidos é um adolescente de 16 anos, o outro envolvido é o nacional Antônio Alves dos Santos Filho, 33 anos, que confessou ter assassinado o homem, Ronilson de Carvalho, mas negou ter tirado a vida da mulher, Marly Pereira.

O rapaz eu matei, porque ele bateu na minha cara e ameaçou a minha mulher. Tudo começou quando ele pediu o cigarro pro menino ali (o menor que também foi apreendido), mas o menino não deu o cigarro aí ele (Ronilson) bateu na cara do menino. Ai eu subi encima dele e ele deu outro tapa em mim e ameaçou que iria bater no menino denovo, e eu respondi que ele não iria bater nele não porque o menino é menor de idade. Eu meti a porrada nele, e ele correu dizendo que iria buscar uma arma para matar nós e eu fui atrás dele e o menino foi comigo, aí um rapaz que estava lá junto chegou e meteu a marreta na cabeça dele. A mulher nós não sabe quem matou não. Nós só matamos ele, a mulher veio encima de mim, mas eu só dei um empurrão nela e ela caiu, aí já falaram que ela apareceu morta também. Tava eu, o menino, que eu considero como meu sobrinho porque é parente da minha mulher, e outro marginal de nome Índio, que é difícil de encontrar porque nós não sabemos onde é a casa dele”, contou. Antônio Alves, suspeito preso, disse que é pai de 4 filhos e a sua esposa está grávida e ainda disse que estava bêbado e que o crime não foi planejado. Durante seu depoimento, Antônio acabou confessando o duplo homicídio, a autoria tanto da morte do homem quanto da mulher, segundo informou a polícia.

Após cometerem o crime os suspeitos não fugiram da cidade, permanecendo em suas respectivas residências normalmente como se nada houvesse acontecido.

Na manhã de hoje ao darmos continuidade com as investigações do caso, conseguimos localizar o principal suspeito da autoria do duplo homicídio, sendo que na casa dele também foi encontrada a moto da vítima, que eles pegaram após cometerem o homicídio. Ele acabou entregando o seu comparsa que é um menor de apenas 16 anos. Nós acreditamos que não há um terceiro indivíduo como eles alegam, esta é uma tentativa deles de colocar a culpa num outro indivíduo. Possivelmente eles mataram o homem com a marretada e depois mataram a mulher por ter presenciado o crime. eles serão autuados pelo crime de homicídio”, asseverou o delegado Walison Damasceno. O crime - Por volta das 3 horas da manhã de sábado, 21 de janeiro de 2017, um homem e uma mulher foram mortos de forma brutal. O homem identificado pelo nome de Ronilson de Carvalho, 26 anos, natural de Uruará, foi morto a golpes de marreta na cabeça e a mulher que foi identificada só no início da tarde deste sábado (21) pela Polícia Civil, se chamava Marly Pereira de Sousa, e tinha 31 anos de idade, foi estrangulada, também era conhecida pelo nome de Leidiane. Ambos os corpos foram encontrados sem roupas no chão da casa.

 Autor: Joabe Reis http://www.regionalfmuruara.com.br/
 Fonte: Polícia Civil de Uruará


ENTENDA O CASO:
Texto: Joabe Reis
Um duplo homicídio ocorrido na madrugada deste sábado, 21 de janeiro, é investigado pela Polícia Civil do município de Uruará (PA). Por volta das 3 horas da manhã um homem e uma mulher foram mortos de forma brutal. O homem identificado pelo nome de Ronilson de Carvalho, 26 anos, natural de Uruará, foi morto a golpes de marreta na cabeça e a mulher que foi identificada só no início da tarde deste sábado (21) pela Polícia Civil, se chamava Marly Pereira de Sousa, e tinha 31 anos de idade, foi estrangulada, também era conhecida pelo nome de Leidiane. E de acordo informou a polícia, a mesma não tem familiares no município de Uruará. O casal estava no interior de uma residência do Bairro Jardim Morumbi, na zona oeste da cidade quando foi assassinado. Ambos os corpos foram encontrados sem roupas no chão da casa.

Antes de serem assassinadas, as vítimas teriam ido a uma festa no mesmo bairro. E provavelmente o casal foi seguido ao retornar para casa onde o crime aconteceu. A polícia apura os fatos. Segundo as informações já coletadas a mulher trabalhava em bares. Mas pouco ainda se sabe a respeito das motivações do crime e o autor do duplo homicídio ainda é desconhecido.

A polícia trabalha com hipótese de crime passional. Mas pode surgir outra linha de investigação, como motivo de vingança. A equipe de plantão da Polícia Civil (EPC Ivan Santos, IPC José Tadeu e DPC Walison Damasceno) e a GU de serviço da Polícia Militar sob o comando do sargento Cleito, estiveram no local levantando as primeiras informações do crime. Os dois corpos foram levados por agente funerário para o necrotério do Hospital Municipal de Uruará. Até a publicação desta matéria os familiares das vítimas ainda não haviam sido localizados. Vai ser instaurado um inquérito policial para as devidas providências cabíveis do duplo homicídio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!