terça-feira, 3 de janeiro de 2017

“Sou inocente, sou trabalhador, não tenho haver com crime nenhum, guardei um pacote sem saber o que tinha dentro”, disse homem preso em Jacareacanga.

Na noite desta terça feira, 03 de Janeiro, a nossa reportagem foi procurada por; Odailton Silva dos Santos, morador de Jacareacanga, para dar sua versão sobre sua prisão. O mesmo foi preso pela Policia Militar por estar guardando uma arma usada em um crime no município. Veja a baixo a versão de Odailton.

Estou escrevendo pra vocês jornalistas com todo respeito para contar minha versão dos fatos. Não sou ladrão, não matei ninguém, nem cúmplice de assassinato, simplesmente cai em 5 minutos de besteira, o verdadeiro assassino foi preso. O nome do assassino, é (Anailson) e o mesmo confessou o crime, pois estive detido na mesma cela que ele .  O ocorrido foi esse: dia 29 quinta feira, era 11hrs uma prima da minha esposa tinha acabado de chegar poucos dias de Santarém, e nesse dia foi até minha casa e disse que era para gente guardar um negocio pra ela que já voltaria a buscar. Dentro de 20minutos. Então eu cansado do serviço deitado já, levantei e guardei, estava em uma sacola toda enrolada até então senti que era pesado, mas não fui curioso a ponto de ver do que se tratava, mas como eles iriam buscar rápido deixei e também em nenhum momento sabíamos que era a arma de um homicídio que ela havia dado para guardar. Quando deu mais ou menos umas 11.30hr nós já estávamos cochilando, quando essa prima da minha mulher ligou  e disse que ia pegar o que havia pedido para guardar e disse que era para minha esposa esperar ela fora pois estava com pressa minha esposa foi e pegou e saiu para devolver que ela a prima já estava chegando... Quando ela chega já vinha na viatura da polícia aí o policial pegou e abriu e perguntou para minha esposa se sabíamos que era a arma que fez parte do homicídio de um rapaz que morreu no dia 25 e lógico que não sabíamos mesmo, pois jamais iríamos fazer isso e se soubesse jamais iria aceitar guardar... Queriam levar minha esposa presa mais falei pra eles que não podiam levar ela, pois tínhamos nossa filha dormindo...Então fui preso. Quero explicar que praticamente fui inocente demais, eu e minha esposa, não sabíamos que eles eram traficantes... E eu não sou cúmplice de assassino. Sou trabalhador não saio para festas tenho meu próprio trabalho que é uma marcenaria , o que tenho é  do meu suor...Nunca vendi drogas nem uma coisa do tipo...Fiquei muito envergonhado quando vi minha foto estampada com  um revólver um cara que é um traficante e o rapaz morto que não conheço...Fiquei mal visto por muitos na cidade. E muito envergonhado. Espero que vocês jornalistas competentes possam retratar um pouco dessa minha infelicidade e as pessoas que realmente me conhecem e me defenderam muito obrigado pela confiança, pois  sabem que sou  pai de família e nunca me envolveria com esse tipo de coisa, não tenho pra que mentir. Agradeço a vcs pela compreensão e oportunidade de falar a verdade. Respondi pela burrice que fiz indiretamente paguei fiança, pois fui enquadrado como posse ilegal de arma e quando penso que tudo estava bem vão e me lançam como cúmplice de um homicídio gente esse foi o cúmulo do absurdo. Att.: Odailton Silva dos Santos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!