sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

PF apura se carro lotado de munição seria entregue a facções no RJ

A Polícia Federal suspeita que o homem que foi flagrado com 9,2 mil munições de pistola e fuzil no painel do carro, nesta quinta-feira (23), na Rodovia Castello Branco (SP-280), em Avaré (SP), tenha relação com crime organizado.
De acordo com o delegado da Polícia Federal em Bauru (SP), Oscar Torres, a suspeita é de que as munições e armas seriam distribuídas a facções no Rio de Janeiro. “É um tipo de crime feito por organizações, não por iniciativa exclusiva de uma só pessoa. Isso por causa da quantidade de munições e a possibilidade de que a origem delas é o Paraguai”, explica o delegado.
Policiais suspeitaram porque painel estava maior (Foto: Divulgação/ Polícia Rodoviária Avaré)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!