sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Polícia divulga fotos de dois suspeitos de matar caseiro em Belterra

A Polícia Civil divulgou nesta sexta-feira (10) a foto de dois suspeitos de envolvimento no latrocínio que vitimou o caseiro Paulino Alves da Silva, na quarta-feira (8) em Belterra, região metropolitana de Santarém, oeste do Pará.
 Os suspeitos estão foragidos e a polícia segue investigando o envolvimento de mais pessoas. Segundo a polícia, quem tiver qualquer informação que possa levar até os suspeitos foragidos, pode fazer uma denúncia ao Núcleo Integrado de Operações Policiais (Niop), por meio do telefone 190 ou ainda pelo (93) 3523-2196.

Casal detido por dar apoio aos criminosos:  Na quinta-feira (9) um casal foi preso. Segundo a polícia, eles seriam responsáveis por ter dado apoio logístico aos bandidos. As investigações apontam ainda que a dona do carro foi orientada a registrar um Boletim de Ocorrência, alegando furto do veículo para “despistar” a polícia. Durante interrogatório na 16ª Seccional de Polícia Civil em Santarém, a suspeita acabou entregando o suposto “esquema criminoso”. Os policiais encontraram com a mulher, um celular, possivelmente pertencente a uma das vítimas do assalto a um comércio na vila de Boa Esperança, região da PA-370.

O crime: O caseiro Paulino Alves da Silva foi morto com um tiro no rosto na noite de quarta-feira (8), na fazenda que fica no km 61 da BR-163. Três bandidos armados invadiram a propriedade, renderam a vítima, a esposa, uma mulher, um adolescente e uma criança. Sem reagir, o caseiro foi baleado. Os criminosos roubaram R$ 10 mil e fugiram levando também uma espingarda. As outras vítimas foram amarradas e libertas horas depois. A Polícia Civil de Belterra investiga o caso como latrocínio - roubo seguido de morte.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!