quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Susipe e Consórcio Tapajós fecham parceria para monitorar presídio de Itaituba

Vigiar com maior eficiência para assegurar melhor integridade física de internos e servidores do sistema penal. Este é o objetivo do sistema de vídeo monitoramento inaugurado nesta terça-feira, 21, no Centro de Recuperação Regional de Itaituba (CRRI).
A instalação do sistema foi possível por meio da parceria entre a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) e o Consórcio Tapajós, que reúne os seis municípios localizados na área de influência do complexo das cinco hidrelétricas da bacia do Tapajós. O superintende da Susipe, coronel André Luiz Cunha, participou da cerimônia de assinatura do termo de cooperação técnica que ocorreu nas dependências do centro de detenção. Entre os presentes na ocasião estavam várias autoridades locais, como o prefeito da cidade, Valmir Climaco, o diretor executivo do Consórcio Tapajós, Neri Prazeres, representantes da ITACIMPASA- Itaituba Indústria de Cimento do Pará e do Ministério Público, entre outros.
O circuito interno de segurança é composto por 16 câmeras de monitoramento CSTV que filmam com a qualidade FULL HD, sendo uma delas uma câmera speed dome, que possibilita visualização em 360 graus e ficará na entrada do prédio. O sistema conta ainda com a redundância das imagens, o que significa que militares do 15º Batalhão da Polícia Militar também irão fazer o monitoramento em tempo real com transmissão via fibra óptica, assim como quem está dentro da unidade penitenciária, além de um botão de pânico, onde a qualquer alteração dentro do CRRI o mesmo será acionado e imediatamente a Policia Militar receberá o sinal e se deslocará para a unidade.
O investimento para o monitoramento firmado na modalidade de comodato entre o Consórcio Tapajós e uma empresa especializada em sistemas de rádio comunicação e monitoramento da região teve o valor total de R$ 35 mil reais, com duração de um ano. O projeto foi elaborado pela atual gerente administrativa da unidade penal, Alnecy Lopes. "Nosso objetivo é garantir com o videomonitoramento, em tempo real, maior controle e segurança interna e externa no centro de recuperação", afirmou a gerente.
Para o superintendente da Susipe, o sistema garantirá o melhor funcionamento e mais segurança na unidade penal. “Estamos tratando de uma ferramenta complementar de segurança que proporcionará uma maior tranquilidade operacional. A parceria com o consórcio demonstra de maneira clara a preocupação das prefeituras com a causa carcerária”, ressaltou o superintendente.
Atualmente, o CRRI recebe internos dos municípios de Itaituba, Jacareacanga, Rurópolis, Novo Progresso, Aveiro e Trairão, cidades que fazem parte do Consórcio Tapajós. Para o diretor executivo da instituição, Nery Prazeres, a parceria é uma maneira de compartilhar responsabilidades. “Nós estamos gratos em poder colaborar e prestar este tipo de serviço. É uma forma de retribuir a ajuda dada pela cidade de Itaituba aos demais municípios do consórcio”, afirmou o diretor.
Na oportunidade, o superintendente da Susipe anunciou também a parceria com a Prefeitura de Itaituba afim de buscar um espaço para a construção de uma nova unidade penal na cidade e ampliar o número de vagas prisionais na região. "Nosso objetivo junto a Susipe é ter um espaço mais apropriado para abrigar o cárcere, mas sem dificultar a locomoção de funcionários e da família dos internos”, explicou o prefeito da cidade, Valmir Climaco.
Outra iniciativa que deve ser concretizada em parceria com a Prefeitura é a utilização da mão de obra carcerária do regime semiaberto nos serviços prestados pela gestão municipal, assim como já ocorrem com as prefeituras de Belém, Santa Isabel, Parauapebas e Abaetetuba.
Posse - O superintendente da Susipe aproveitou a visita técnica de inauguração do sistema de monitoramento no presídio de Itaituba para também nomear a nova diretora da unidade prisional. Maria do Socorro Oliveira possui formação em ciências sociais e tem vasta experiência na área pública e privada. Sobre o novo desafio, a socióloga garantiu estar segura e confiante. "É uma responsabilidade enorme, mas com o apoio que estou tendo dos servidores daremos continuidade ao bom trabalho que vem sendo feito. O diferencial do centro de Itaituba é o envolvimento dos servidores e a maneira humana como tratam os internos, isso sem dúvidas nos dá ânimo para abraçar este desafio”, afirmou.
O titular da Susipe aproveitou ainda para se reunir com servidores da unidade prisional e falar sobre os avanços no sistema prisional paraense. No encontro foram abordadas questões como o concurso público para a contratação de agentes penitenciários efetivos do órgão, a construção de novas unidades prisionais, a apresentação do novo organograma da Susipe após a sua reestruturação com a Lei 8.322/2015 e a aquisição de equipamentos de segurança como rádios, coletes, computadores, armamento e algemas que devem ser entregues às unidades até o meio do ano para melhorar a estruturar do sistema carcerário em todo o Estado. “Este contato com os servidores é muito importante porque reforça o sentimento de pertencimento ao órgão para qual trabalham”, afirmou o superintendente. 
Para o servidor Roberto Pallas, responsável pelos prontuários no CRRI, a expectativa do encontro foi além do esperado. “Foi excelente. É muito bom participar de reuniões como esta. Para nós que estamos mais distantes da sede é enriquecedor quando o gestor do órgão vem aqui, tira nossas dúvidas, explica sobre o concurso e das melhorias que irão fazer a diferença no nosso trabalho”, finalizou Pallas. 

Por Aline Saavedra
Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!