terça-feira, 7 de março de 2017

Acusado de matar subtenente no Pará é preso em MT com documento falso

Sebastião Barbosa Neto, 35 anos, foi preso no dia 2 em Várzea Grande (MT) (Foto: Assessoria/ Polícia Civil-MT)
A Polícia Civil prendeu em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, um homem acusado de matar a subtenente da Polícia Militar do Pará, Sílvia Margarida Souza, 44 anos, em dezembro de 2015.
Subtenente da PM Silvia Margarida Campos de Sousa, de 44 anos (Foto: Arquivo Pessoal)
De acordo com a polícia, Sebastião Barbosa Neto, de 35 anos, foi preso na última quinta-feira (2) por uso de documento falso. A prisão foi confirmada nesta terça-feira (7). Ele tinha fugido de um presídio em Belém em outubro do ano passado. Conforme a Polícia Civil, além da morte da subtenente, ele também é suspeito de envolvimento na morte de um agente prisional do Pará.

Sebastião chegou a ser preso logo após o assassinato da policial e confessou o crime. Ele foi encaminhado para o Presídio Estadual Metropolitano I, no Complexo Penitenciário de Marituba, na região metropolitana de Belém. No entanto, ele fugiu do local por um túnel, no dia 20 de outubro de 2016, e estava foragido desde então.

Sebastião foi preso em Várzea Grande após ser abordado pela polícia no Bairro São Simão. Ele conduzia uma motocicleta sem habilitação e apresentou documento falso, com nome de Luiz Gonzaga Coutinho de Oliveira, cujos dados de identificação não foram encontrados nos meios de checagem. O suspeito também usava o nome de Railson Bentes de Lira, segundo a polícia. O mandado de recaptura, expedido pela Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Pará, será cumprido na tarde desta terça-feira (7). Ele está preso na Cadeia do Capão Grande e deverá ser transferido para o estado do Pará.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!