quinta-feira, 9 de março de 2017

Santarém: Filho mata a própria mãe a facada

Irmã de detento ressalta a indignação dos familiares e pede justiça. Segundo a Polícia, Antônio Sérgio responderá pelo crime de feminicídio.
Dona Maria Dilma Santos de Sousa, tinha 56 anos  (Foto: Reprodução/TV Tapajós)
A irmã do preso que esfaqueou e matou a própria mãe em Santarém, oeste do Pará, prestou depoimento na 16ª Seccional de Polícia Civil. Ainda consternada, Juliana Sousa, ressaltou a indignação dos familiares e pede justiça. "É melhor tê-lo na penitenciária ou no cemitério. Estou desesperada, com o coração mais que magoado e ferido". De acordo com a polícia, Antônio Sérgio Sousa, de 26 anos, estava com o benefício de saída temporária e deve retornar ao presídio e também responderá pelo crime de feminicídio. Segundo familiares, o crime aconteceu quando ele chegou na casa da mãe, visivelmente alcoolizado e sob efeito de drogas. “Ele estava na casa do meu avô e ela foi chamar ele para ir dormir. Como ele é perigoso, ela não queria que ele saísse para fazer alguma coisa de errado na rua. Ela insistiu que ele fosse para casa e aí acredito que ele tenha ficado com raiva dela e matou”, relata Juliana Sousa.
A irmã do detento relata ainda que todos tinham muito medo de conviver com ele por conta dos inúmeros crimes que ele cometia. “É triste e a gente vivia com medo dentro de casa, tenho um filho pequeno e morria de medo de deixar ele sozinho e de repente fazer algo com a criança. Se com a mãe ele fez isso, imagina o que poderia fazer com a gente”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!