quarta-feira, 3 de maio de 2017

Agência aprovou nesta terça regulamento para uso de aeronaves remotamente pilotada

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou nesta terça-feira (2) o regulamento para o uso de aeronaves remotamente pilotadas, os drones.
Entre as novidades está a exigência de habilitação para os pilotos de equipamentos com mais de 25 kg. A licença e a habilitação do piloto também devem ser exigidas quando drones com menos de 25 kg forem voar acima de 400 pés - cerca de 121 metros. Além disso, para qualquer tipo de drone haverá a exigência de que o piloto tenha mais de 18 anos. Na reunião desta terça, o presidente da Anac, Ricardo Botelho, afirmou que a utilização dos drones em desacordo com a norma implicará em processo administrativo, civil e criminal.

O regulamento divide as aeronaves em três categorias:

- Veículos com mais de 150 kg;

- Veículos entre 25 e 150 kg;

- Drones com peso abaixo de 25 kg.

As exigências previstas no regulamento para cada uma delas:

- Veículos com mais de 25 kg: registro na Anac;

- Veículos com mais de 250 gramas e até 25 kg: cadastrado no site da Anac;

- Veículos com peso inferior a 250 gramas: não precisam ter qualquer cadastro.

A expectativa é que a norma permita uma grande expansão do mercado de aeronaves remotamente pilotadas em usos como pulverização de lavoura, segurança privada e pública e serviço de entrega.

Uso já exigia autorização. Para operar drones, já era preciso ter autorização individual da Anac. Segundo a assessoria da agência, já foram emitidas cerca de 400 autorizações, a maioria para órgãos de segurança pública. Entretanto, a falta do regulamento levava a agência a analisar os pedidos caso a caso e a vetar boa parte deles. Com o regulamento, as regras para uso ficam estabelecidas.

Fonte: http://gazetaweb.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!