terça-feira, 2 de maio de 2017

Delegado é baleado na cabeça em Tucuruí

O delegado Carlos Eduardo Paisani foi baleado na cabeça, na tarde desta terça-feira (02), durante uma operação realizada na Vila Nova Esperança, distante 70 km de Tucuruí, no sudeste paraense.
De acordo com informações da Polícia Civil, o delegado e outros dois investigadores apuravam um homicídio com característica de execução. Após localizarem o corpo, receberam a informação de que o autor do crime estava escondido em uma barraca. Chegando ao local, os policiais cercaram a área, mas foram recebidos com vários tiros que vinha de dentro da mata.  Os disparos, feitos de uma espingarda, atingiram o pescoço e a cabeça do delegado. Os outros dois policiais revidaram, porém não atingiram o autor ou autores dos disparos. Paisani foi socorrido e levado para o Hospital Regional de Tucuruí, onde passa por avaliação. Os médicos analisam a possibilidade de transferir a vítima para Belém. O estado de saúde do policial não foi informado. No início da noite de desta terça-feira (02), a Associação dos Delegados de Polícia do Pará (Adepol-Pa) emitiu uma nota em repúdio a violência contra os policiais.

DELEGADO CARLOS EDUARDO PAISANI DE MORAES É BALEADO EM TUCURUÍ
ADEPOL REPUDIA VIOLÊNCIA SOFRIDA PELO AGENTE DA SEGURANÇA PÚBLICA

O delegado CARLOS EDUARDO PAISANI DE MORAES é mais uma vítima da violência em nosso Estado, onde nem os agentes da segurança pública estão sendo poupados pelos bandidos. O delegado estava em diligência na tarde desta terça-feira, 02 de maio, no encalço de um homicida, no assentamento Nova Esperança, em Tucuruí, no sudeste do Estado, quando o criminoso de tocaia o aguardava no meio do mato. Após sair da viatura o agente foi alvejado por tiros de espingarda. Ele foi socorrido imediatamente e encaminhado para o Hospital regional da cidade. O estado de saúde dele é estável. Ele passa neste momento por exames de avaliação para verificar se será necessária a transferência para Belém. A Associação dos Delegados de Polícia do Pará vem a público manifestar repúdio a violência sofrida pelo delegado e indignação pela forma covarde e sem chance de defesa que o delegado CARLOS EDUARDO PAISANI DE MORAES, diretor da Seccional Urbana de TUCURUÍ da Polícia Civil foi vítima. ADEPOL/PA vai acompanhar o desenrolar do caso até que o criminoso seja preso e o caso esclarecido com as devidas providências. A Associação deseja ao delegado CARLOS EDUARDO PAISANI DE MORAES um pronto restabelecimento, e ficará em alerta e cobrará da administração pública e do governo medidas emergenciais necessárias para esclarecimento do caso.
ADEPOL/PA
Ascom - ADEPOL/PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!