terça-feira, 23 de maio de 2017

Itaituba: 04 pessoas foram presas por contrabando de peixes ornamentais

A Polícia Civil do Pará cumpriu 11 mandados de prisão preventiva na manhã desta terça-feira (23) na região do oeste paraense, durante a Operação Poseidon, que visa combater a biopirataria de peixes na região.
As prisões foram feitas nos município de Itaituba, Altamira, no sudoeste paraense, e em Manaus, no Amazonas. Segundo a polícia, os envolvidos fazem parte de uma quadrilha especializada na pesca predatória de peixes e raias de rios, que eram comercializados na região, inclusive com outros Estados. Só uma raia ornamental poderia chegar a ser vendida por R$ 50 mil. Os animais eram capturados em Altamira e Itaituba, de onde seguiam para três rotas: Belém, Santarém e Manaus.
Além das prisões, os policiais ainda apreenderam armas e diversos animais que seriam vendidos. A operação foi realizada em parceria com o Ministério Público e a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade.
O Brasil exporta cerca de 20 milhões de peixes ornamentais de água doce, por ano, gerando receitas da ordem de 4 milhões de dólares, sendo que mais de 90% desses peixes são de espécies capturadas no Pará e no Amazonas. O peixe ornamental mais popular é o tetra cardinal (Paracheirodon axelrodi), da Região Norte, que alcançou a marca de 18,3 milhões de unidades exportadas.
Em Itaituba a Policia Civil deu cumprimento há 04 de prisão preventiva e busca e apreensão. 
Presos: 
01- Marcelo Lima de Freitas;
02- Irenildo Porto Pereira; 
03- Jorge Barão Moreira e 
04- Gilson Pereira de Sousa 

FONTE: (DOL) E JUNIOR RIBEIRO 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!