sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Exército assume obras em trecho da rodovia BR-163

O Ministério dos Transportes assinou ontem o termo de transferência de R$ 128,5 milhões para que o Exército brasileiro faça a pavimentação do trecho de 65 quilômetros da BR-163, entre o município de Novo Progresso e o distrito de Morais Almeida.
A tropa substituirá empresa que já estava contratada, mas que alegou incapacidade na execução da mesma. Para não atrasar ainda mais o cronograma da obra, a decisão foi repassar o trecho para o Exército. “Se partíssemos para uma nova licitação, rever projeto, licença, nós iríamos perder mais dois, três anos”, justificou o ministro dos Transportes, Maurício Quintella.

Para evitar que a região sofra novamente com os atoleiros - que no último mês de fevereiro paralisaram o tráfego na via, provocando um congestionamento de 50 quilômetros e 4 mil caminhões parados -, o ministro disse que o Exército está preparado para executar a obra e assegurou que “não faltará recursos. Esta obra está fora do contingenciamento. É obra prioritária para o governo federal.”

O chefe do departamento de engenharia e construção do Exército brasileiro, General Moura, lembrou que a parceria com o Ministério dos Transportes é “bem antiga e salutar” e ressaltou que o diferencial do Exército é a garantia de um serviço bem executado.

A assinatura do termo de transferência foi acompanhada pelos parlamentares da bancada do Pará, que há anos defendem a conclusão das obras de pavimentação da rodovia. “Essa estrada, é do conhecimento de todos, é importante ao Pará e para o Brasil. Vai aumentar a competitividade da produção de grãos, que são exportados pelos terminais portuários de Miritituba”, reforçou o senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA).

Na oportunidade, o senador fez um apelo ao ministro Quintella para que o governo se empenhe em concluir ainda em 2018 a pavimentação de toda a rodovia até Santarém. “No início do ano, a informação que nos tinha sido repassada pelo DNIT era que estavam faltando 180 quilômetros para concluir a pavimentação. Propus então que pudessem ser feitos 90 quilômetros este ano e os outros 90 em 2018. Não é nada que não possa ser atingido pelo governo”, defendeu o senador.

Do início do ano para cá, as obras na rodovia avançaram um pouco. Dos 730 quilômetros da divisa de Mato Grosso com o Pará até Miritituba, restam agora pavimentar 100 quilômetros, distribuídos em dois trechos. Além dos 65 quilômetros repassados ao Exército, o ministro Maurício Quintella informou que os 35 quilômetros entre Vila Planalto e o Entroncamento BR-230 já estão sendo asfaltados.“Nosso objetivo é garantir que o escoamento da safra de 2017/2018 aconteça sem problemas. Faremos todo o esforço para concluir a pavimentação até Miritituba”, afirmou o ministro.

FONTE: http://www.orm.com.br/noticias/para


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!