quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

'Gordo do Aurá' é executado com 14 tiros em Belém

'Gordo do Aurá' é executado com 14 tiros em Belém (Foto: Reprodução)
O vereador Gordo do Aurá (DEM), como é conhecido Deivite Wener Galvão, morreu, na tarde desta quinta-feira (21), no Pronto Socorro da 14 de Março, em Belém, após ter sido baleado em uma emboscada. Segundo uma fonte interna da Polícia Militar, o vereador foi atingido por 14 tiros.
Segundo policiais militares, o caso aconteceu em frente à Escola Estadual Maroja Neto, na avenida Pedro Miranda, no bairro da Pedreira, em Belém. Um carro parou ao lado do veículo em que estava Gordo do Aurá e efetuou cerca de 26 disparos. A esposa do vereador, identificada como Vanessa Galvão, também estava no veículo e foi baleada na perna. Ela não corre risco de morte. O motorista do aplicativo não sofreu ferimentos. O carro foi alvejado por uma rajada de tiros. 

Familiares e amigos da vítima estão em frente ao PSM da 14. De acordo com informações de testemunhas, Gordo do Aurá tinha ido visitar a filha que sofre da síndrome de Guillain-Barré e estava internada no PSM da 14. Ao sair do local e pedir um carro de aplicativo, um veículo já estava aguardando por ele e o seguiu até chegar na avenida Pedro Miranda, onde aconteceu o crime. 

ATENTADO EM 2013 

O vereador Deivite Weser também sofreu um atentado no dia 19 de junho de 2013, em frente à Câmara Municipal de Ananindeua. Na ocasião, Deivite confirmou para os policiais que saiu do carro para falar com uma mulher que foi pedir uma ajuda a ele. Quando acabou de conversar com ela, o político foi baleado.

Após o atentado, “Gordo do Aurá” foi levado ao Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE)  submetido a procedimento cirúrgico no braço e no tórax. Apesar do grande número de disparos, apenas três tiros atingiram a vítima, nos braços e nas costas.

POSICIONAMENTO

A Prefeitura de Belém emitiu nota sobre a morte do político. De acordo com a prefeitura, "o vereador Deivite Wener Araújo Galvão, conhecido como Gordo do Aurá, foi atingido por disparos na frente do Pronto Socorro da 14, recebeu os primeiros atendimentos imediatamente pela equipe do PSM, mas não resistiu".

Já a Polícia Civil informou que a vítima foi alvejada a tiros, enquanto se deslocava em um carro de transportes por aplicativo pela Avenida Pedro Miranda, no bairro da Pedreira, em Belém.

O carro foi interceptado por outro veículo de onde partiram diversos disparos em direção à janela do passageiro e à frente do carro, atingindo o vereador, que foi conduzido para o PSM da 14. Uma equipe da Divisão de Homicídios foi acionada para dar início às investigações.

NOTA DE PESAR DA CÂMARA DE ANANINDEUA

Por meio de nota, a Câmara Municipal de Ananindeua lamentou "o falecimento de um de seus parlamentares, o vereador Deivite Wener Araújo Galvão, mais conhecido como Gordo do Aurá", começou o texto. "Ele foi baleado em um atentado na tarde dessa quinta-feira (21) e não resistiu aos ferimentos", continua a nota da Casa.

"O edil estava no exercício do seu segundo mandato e sempre teve uma destacada atuação em defesa dos moradores do Aurá e da população de Ananindeua de modo geral. O Parlamento de Ananindeua se solidariza com todos os familiares e amigos do vereador e decreta luto oficial de três dias", concluiu o texto. 

FONTE: (DOL)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!