domingo, 21 de abril de 2019

Polícia Civil prende acusado de matar policial militar da reserva em Belém

COMPARAÇÃO DA FOTO DO ACUSADO COM A IMAGEM DA CÂMERA DO LOCAL DO CRIME AJUDARAM AS INVESTIGAÇÕES
A Polícia Civil do Pará prendeu, neste sábado (20), em cumprimento a mandado de prisão temporária, Erick Will de Oliveira Siqueira, apontado como um dos autores do homicídio do policial militar da reserva Valdomiro de Oliveira Barros, 51 anos, que era conhecido como "Canana".
Ele foi morto m 27 de março de 2018, dento de uma loja de conveniências, no bairro do Jurunas, em Belém. Erick é apontado, nas investigações, como um dos homens vistos nas imagens das câmeras de monitoramento da loja. Ele está de boné amarelo e preto.

As investigações mostram que Erick foi responsável em fazer o levantamento prévio antes de os dois criminosos entrarem no estabelecimento para executar a vítima, que era segurança particular da loja. Em depoimento, após ser preso, Erick admitiu o crime e alegou aos policiais civis ter participado do assassinato, após ter sido ameaçado de morte por um indivíduo de prenome Andrew. O acusado alega ter perdido uma quantidade de drogas avaliadas em mil reais. As drogas pertenciam a Andrew. 

A prisão de Erick faz parte da operação Cartridge que visa combater facção criminosa que planejou e executou diversos crimes contra agentes públicos no ano de 2018. A operação continua durante todo o mês de abril, sob comando da Delegacia de Homicídios de Agentes Públicos (DHAP) com objetivo de dar cumprimento a mandados de prisão contra integrantes da facção. A operação foi coordenada pelo delegado Márcio Murilo, responsável pelo inquérito. O mandado foi cumprido pelos policiais civis - escrivão Italo Almeida e investigadores Coelho e Nilson.

Fonte: PC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!