quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Com apoio dos índios mundurukus bloqueio da BR 163 por garimpeiros em Moraes Almeida entra no terceiro dia

Os manifestantes bloquearam a rodovia para cobrar compromisso do governo  para não  ter suas maquinas destruídas e a legalização dos garimpos na região.
O movimento tem apoio dos indígenas Mundurukus de Jacareacanga eles reivindicam em carta a interferência do Presidente Jair Bolsonaro. “Vamos assumir o movimento e a rodovia não vai mais abrir”,escreveram. A rodovia continua fechada, eles aguardam uma confirmação de  audiência com o ministro Ricardo Salles do Meio Ambiente.

Nesta quarta-feira (11), entra ao terceiro dia o protesto de garimpeiros na BR-163, em Moraes Almeida distante 300 km do porto de Miritituba no estado do Pará. Os manifestantes em acordo com PRF (Policia Rodoviária Federal) continuam liberando a via a cada seis horas. A passagem de veículos – pelas duas vias – acontece durante uma hora e depois o bloqueio é retomado. A fila de caminhões ultrapassa os 40 km na rodovia, o maior numero são de carretas carregadas com destino aos portos de Miritituba e Santarém.

Manifesto:  Os Garimpeiros  cobram a legalização dos garimpos na região. Os manifestantes exige a paralisação das ações contra os garimpeiros na região e pede compromisso do governo para garantir a segurança dos equipamentos. Durante operações de fiscalização, aparelhos utilizados na extração de ouro dentro de áreas protegidas e garimpos ilegal foram destruídos por agentes fiscais  do ICMBio.

A crise agravou nesta terça-feira(10), após o Ministério do Meio Ambiente exonerar o superintendente do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no Pará, coronel Evandro Cunha, assim que  ele afirmou durante audiência pública em Altamira que iria parar a destruição de equipamentos apreendidos em garimpos ilegais no estado.

Nesta quarta-feira (11) ainda não tinha confirmado a  audiência com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. “A rodovia permanece bloqueada até que o ministro nos receba, se persistir vamos fechar sem abrir”, temos apoio dos índios, argumentou uma liderança para o Jornal Folha do Progresso.

Fonte: Texto: JORNAL FOLHA DO PROGRESSO
Fotos: JackienCham TV Record Itaituba 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se identifique e deixe seu comentário com responsabilidade!!!